Espiritismo na Prática

Divulgando o Evangelho de Jesus

Mediunidade - Psicometria

Mediunidade - Psicometria

Autor: Jeferson Souza      Publicação: 25/03/2020 14:35      Views: 1125      Comentários: 0 

Há médiuns que são capazes de conhecer um indivíduo apenas tocando em um objeto físico que esta pessoa tenha tocado.

Você já deve ter ouvido falar no termo "Psicometria" alguma vez na vida, talvez até dentro do centro espírita, e sobre isso que iremos abordar nesta matéria. A palavra Psicometria foi criado por um médico americano chamado Joseph Rhodes Buchana no século XIX e o termo é derivado das palavras gregas psyké que quer dizer alma e a palavra metron que quer dizer medida, então, em outras palavras estamos falando da capacidade de "medir a alma".

 

A Psicometria está abordada em algumas obras da Doutrina Espírita, e nós já vamos colocar alguns trechos destes, no entanto, queremos elucidar um pouco mais sobre o tema. As características de medir a alma é uma capacidade mediúnica de sensibilidade do médium, que ao tocar, ao ver, ou sentir o cheiro do objeto e há uma outra forma de sensibilidade que é a capacidade de sentir enerigas de um local, porém, este último menos usual, pois depende muito dos atributos morais do médium.

Quando o médium com capacidade de fazer a leitura da energia ao tocar em um objeto, por exemplo, em uma peça de roupa, poderá descrever algumas característicias do proprietário, e dependendo de circunstâncias poderá fazer a leitura de passagens da vida do paciente.

Todos nós, possuímos a capacidade de lançar no ambiente e nos objetos, parte de nossa energia, pois estamos o tempo todo exteriorizando energias ao nosso redor, e quando trocamos uma roupa por exemplo, ou quando pensamos em algo, deixando parte de nossa energia que ficará impregnada naquele local ou objeto, por um determindo período de tempo.

E o médium com essa capacidade de ler energias, através de sua sensibilidade consegue fazer a leitura e dizer o estado de saúde do paciente, os problemas que ela passa, etc. Dê certa forma, todos nós temos essa capacidade psicométrica, mais ou menos desenvolvida, talvez ao tocarmos em uma roupa, não consigamos sentir nada, porém, pode ser que ao entrarmos em um local e/ou ao conversar com uma pessoa específica não nos sintamos bem, ou pelo contrário, fiquemos bem ao conversar ou estar ao lado dela, isso é uma forma de psicometria, de sensibilidade do médium. Lembrando que somos todos médiuns.

Agora vou deixar abaixo, alguns trechos que separamos para vocês conhecerem mais como funciona a psicometria, e o trecho se refere a uma visita dos Espíritos André Luiz, Hilário e Aulus em um museu, evento este descrito na obra "Nos Domínios da Mediunidade" de André Luiz e Francisco Cândido Xavier.

"Verifiquei que algumas preciosidades, excetuando-se uma que outra, estavam revestidas de fluidos opacos, que formavam uma massa acinzentada ou pardacenta, na qual transpareciam pontos luminosos."

"Todos os objetos que você vê emoldurados por substâncias fluídicas acham-se fortemente lembrados ou visitados por aqueles que os possuíram. "

"Não longe, havia curioso relógio, aureolado de luminosa faixabranquicenta.

Áulus recomendou-me tocá-lo e, quase instantaneamente, me assomou aos olhos mentais linda reunião familiar, em que venerando casal se entretinha a palestrar com quatro jovens em pleno viço primaveril.

Com aquele quadro vivo a destacar-se ante a minha visão interior, examinei o recinto agradável e digno. O mobiliário austríaco imprimia sobriedade e nobreza ao conjunto, que jarrões de flores e telas valiosas enfeitavam.

O relógio lá se encontrava, dominando o ambiente, do cimo de velha parede caprichosamente adornada."

"Registrando-me a surpresa, o Assistente adiantou:
– Percebo a imagem sem o toque direto. O relógio pertenceu a respeitável família do século passado. Conserva as formas pensamentos do casal que o adquiriu"

" Isso quer dizer que vemos imagens aqui impressas por eles, por intermédio de vibrações...
– Justamente – confirmou o orientador. – O relógio está envolvido pelas correntes mentais dos irmãos que ainda se apegam a ele, assim como o fio de cobre na condução da energia está sensibilizado pela corrente elétrica. Auscultando-o, na fase em que se encontra, relacionamo-nos, de imediato, com as recordações dos amigos que o estimam."

OBS.: Dentro do Espiritismo, poderemos encontrar outros termos além da Psicometria como: faculdade de ler impressões ou faculdade de ler recordações ao contato com objetos comuns

 Vejam só que maravilhosas instruções que essa obra e o Instrutor Áulus nos traz a luz da Doutrina Espírita, embora, precisemos frisar que quando desencarnado a intensidade da sensibilidade pode ser aumentada, já quando encarnado dependerá muito da parte orgânica do médium e também de seu caráter moral.

Esperemos que tenha apreciado mais esta matéria, muito obrigado por lê-lo. Deixe o seu comentário, para nós é muito importante saber a sua opinião.

Recomendamos a leitura das obras para mais esclarecimentos sobre o tema:

"Nos Domínios da Mediunidade - Cap. 26 - Psicometria"
"Mecanismos da Mediunidade - Cap 20 - Psicometria"

Muita paz!

Veja Também:

Artigos Relacionados

Olá, deixe seu comentário para Mediunidade - Psicometria

Enviando Comentário Fechar :/