Espiritismo na Prática

Divulgando o Evangelho de Jesus

A Pluralidade dos Mundos

A Pluralidade dos Mundos

Autor: Jeferson Souza      Publicação: 07/05/2016 20:47      Views: 1574      Comentários: 1 

O Espiritismo aborda a pluralidade dos mundos nas obras básicas e em muitas obras literárias sobre a doutrina espírita, dedicando ao esclarecimento dos espíritas e da sociedade sobre a existência dos mundos habitados.

Na época de Kardec falar que havia planetas fora do nosso sistema solar seria uma heresia aos princípios religiosos, científicos e sociais da época, no entanto, os Espíritos superiores enfatizaram o compromisso da doutrina espírita em revelar as verdades sobre as obras de Deus.

Hoje, em pleno século 21, aqueles que afirmavam categoricamente a inexistência da pluralidade dos mundos, hoje atestam a existência dos mesmos. Atualmente a sociedade científica começa a abrir-se à existência de vida fora da Terra, outra verdade que o Espiritismo afirma em suas obras.

As criaturas viventes na Terra não são as únicas no Universo, pois se os cientistas tivessem a doutrina espírita como aliada, os seus estudos seriam mais consistentes sobre esta questão.

Tenho aprendido com a doutrina espírita que: “Não devemos querer limitar a Criação e a Vontade de Deus.”, pois tudo no Universo tem uma finalidade e um objetivo maior do qual não podemos ainda penetrar.

Ao passar do tempo, cada vez mais a sociedade está descobrindo que o seu saber é limitado, e que há algo “oculto” fazendo com que seus conceitos e teorias sejam considerados para a reformulação do seu saber para tentar explicar as leis que regem o Universo material conhecido.

E a pluralidade dos mundos é uma destas realidades na qual os cientistas precisaram reorganizarem-se e estudarem as suas teorias chegando à conclusão de que o Universo é uma caixinha de novas revelações.

Allan Kardec questiona os Espíritos superiores a respeito da vida nos mundos na questão 55 –“Todos os globos que circulam no espaço são habitados?” e categoricamente os Espíritos respondem:

“- Sim, e o homem da Terra está longe de ser, como crê, o primeiro em inteligência, em bondade e perfeição. Todavia, há homens que se crêem muito fortes, que imaginam que somente seu pequeno globo tem o privilégio de abrigar seres racionais. Orgulho e vaidade! Julgam que Deus criou o Universo só para eles.”

Na resposta dos Espíritos podemos perceber a existência de muitos mundos e na medida em que a verdade é revelada a vaidade e o orgulho vão se dissipando nos corações dos homens.

Pergunta Kardec na questão seguinte de número 56: “A constituição física dos diferentes globos é a mesma?” e os Espíritos respondem: “- Não, eles não se assemelham de modo algum”.

Aprendemos que todos os mundos são diferentes em sua constituição física, no entanto, entenderemos também que todos estes planetas têm o seu papel fundamental no Universo, pois como já sabemos Deus não cria nada inútil.

E por fim na pergunta 181 de “O Livro dos Espíritos” Allan Kardec pergunta: “Os seres que habitam os diferentes mundos têm corpos semelhantes ao nosso?” e os Espíritos amigos respondem:

Sem dúvida, eles têm corpos porque é preciso que o Espírito esteja revestido de matéria para poder agir sobre a matéria; mas esse envoltório é mais ou menos material de acordo com o grau de pureza a que chegaram os Espíritos, e é isso que diferencia os mundos que devemos percorrer. Há várias moradas na casa de nosso Pai e muitos graus, portanto. Alguns sabem disso e estão conscientes aqui na Terra; outros nada sabem.

Acho que a resposta nos elucida a respeito de que a reencarnação é predominante em todos os mundos e que os corpos são definidos conforme a evolução coletiva de seus Espíritos habitantes.

Devemos verificar as inumeráveis faixas vibratórias que nos são invisíveis, por exemplo, como é o mundo dos Espíritos. Podemos de forma racional observar que em muitos mundos, os seres que neles habitam nem sempre poderão ser vistos pelos nossos olhos físicos porque já alcançaram um grau de inteligência superior à nossa atuando em faixas vibratórias mais sutis.

Finalizo este artigo convidando a todos para a meditarmos nas palavras de Jesus: “Há muitas moradas na casa de meu Pai.

* Estudem “O Livro dos Espíritos”: Perguntas 55 a 58 – Pluralidade dos Mundos e  Perguntas 172 a 188 – Encarnação nos Diferentes Mundos.

** Estudem “O Evangelho Segundo o Espiritismo”: Capítulo 3 – Há muitas moradas na casa do meu Pai.

Assistam a estes dois pequenos vídeos:

O Tamanho do Universo:

 

Universo 3D | Comparação: Planetas e Estrelas

 

Agradecemos o seu carinho e a sua atenção!
Muita paz!

Veja Também:

Artigos Relacionados

Olá, deixe seu comentário para A Pluralidade dos Mundos

Já temos 2 comentário(s). DEIXE O SEU :)
valdocir souza

valdocir souza

Deus criou o universo e também leis para rege-lo.nada morre ,porem transformam-se em novas formas e lhes é dado atividades diferentes conforme suas novas propriedades.A permissão a novos conhecimentos e dada conforme a evolução dos seres que dele tomam conhecimento.Só assim o Criador lhes permitirá a cesso a novas fontes de conhecimento e inteligencia mais avançadas,Tudo depende da seriedade e disciplina do ser que dele fará uso.Deus concede ,Deus dá mas fiscaliza as açoes do individuo.
★★★★★DIA 07.05.16 23h16RESPONDER
Jeferson Souza
Enviando Comentário Fechar :/
Jeferson Souza

Jeferson Souza

Valdocir Souza, agradecemos o seu carinho e o seu apoio em favor nossas publicações, que Deus e Jesus lhe abençoe hoje e sempre!
★★★★★DIA 07.05.16 23h40RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Enviando Comentário Fechar :/