Espiritismo na Prática

Divulgando o Evangelho de Jesus

Como afastar os maus Espíritos?

Como afastar os maus Espíritos?

Autor: Jeferson Souza      Publicação: 21/09/2018 13:45      Views: 1870      Comentários: 0 

Você sabe o que fazer para afastar os maus Espíritos de sua vida? Neste artigo comentaremos o que será preciso fazer.

Você sabia que é possível afastar de sua vida os maus Espíritos sem a necessidade da intervenção de um médium ou centro espírita? Não sabia? Então, leia até o final e você entenderá como o Espiritismo poderá ajudá-lo.

Porém antes de abordamos o tema principal de nosso artigo necessitamos comentar como atraímos estes Espíritos. 

Nós estamos nos relacionando o tempo todo com Espíritos encarnados e desencarnados, no entanto, nós temos aqueles que apreciamos a sua companhia que são conhecidos como Espíritos simpáticos, mas temos também aqueles não temos qualquer tipo de simpátia e, às vezes, sentimos até repulsa, estes são conhecidos comos Espíritos antipáticos.

Mas é importante esclarecer que antipátia, não quer dizer que aqueles Espíritos encarnados ou desencarnados são pessoas arrogantes, esnobes, etc..., existem os que são, mas antipátia aqui abordado pelo Espiritismo, quer dizer, são aquelas pessoas que não temos qualquer tipo de vínculo afetivo ou relacional, ou seja, são pessoas que não temos nenhuma afinidade.

* Estudar "O Livro dos Espíritos, cap. VII - Relações Simpáticas e Antipáticas dos Espíritos – Metades Eternas"

Já que sabemos que podemos ter em nossas vidas dois grupos de relacionamentos (Simpáticos e Antipáticos) é necessário compreender que temos por amigos, por exemplo, aqueles que tenhamos uma estima, um apreço, uma igualdade ou semelhanças de ideias e atitudes; os seguimos e gostamos de sua companhia.

Mas torna, chato, monótono ou até entediante estar ao lado e fazer parte daquele grupo onde não tenhamos qualquer tipo de afinidade, e disso podem surgir reações de repulsa as atitudes e ideias por elas abordadas ou vivenciadas, e por isso, é comum que queiramos distância.

Compreendendo estes conceitos básicos do relacionamento, podemos nos aprofundar mais no tema. Assim como há pessoas encarnadas que se aproximam de nós por apreço as nossas atitudes e ideias, há Espíritos que também se afinizam conosco e que nos inspiram e induzem em nossas ações, pensamentos, atitudes e ideias.

Se somos pessoas mesquinhas e futeis, é normal que pessoas e Espíritos que possuem as mesmas características morais que a gente se aproximem e criem um relacionamento conosco, pois os bons não se simpatizaram conosco, o mesmo sucede se nós somos Boas pessoas, aqueles que não são bons ou que são bons, mas possuem ideias divergentes não compactuarão conosco.

No plano espiritual, os desencarnados se aproximam da gente, de acordo com o nosso estado de Espírito, se estamos tristes, a Lei de Sintonia, trará para perto de nós, pessoas e Espíritos de mesma ordem, se estamos felizes esta Lei universal também agirá, pois, é tudo questão de saber sintonizar-se, pois querendo ou não, somos como um rádio que emite frequências e são captadas por aqueles que a ela se sintonizam, e nós nos sintonizamos com aqueles que emitem a mesma frequência que nós vibramos.

Mas, afinal, como fazer para afastar os maus Espíritos? Allan Kardec faz alguns questionamentos sobre o tema, mas separamos para vocês 5 questionamentos e as respostas que os Espíritos nos oferecem são magníficas.

"467 – Pode-se se libertar da influência dos Espíritos que nos solicitam ao mal?
– Sim, porque eles não se ligam senão aos que os solicitam por seus desejos ou os atraem por seus pensamentos.

468 – Os Espíritos cuja influência é repelida pela vontade, renunciam às suas tentativas?
– Que queres tu que eles façam? Quando não há nada a fazer, eles cedem o lugar; entretanto, aguardam o momento favorável, como o gato espreita o rato.

469 – Por que meios se pode neutralizar a influência dos maus Espíritos?
– Fazendo o bem e colocando toda a vossa confiança em Deus, repelis a influência dos Espíritos inferiores, e destruís o império que eles querem tomar sobre vós. Evitai escutar as sugestões dos Espíritos que suscitam em vós os maus pensamentos, sopram a discórdia entre vós e vos excitam todas as más paixões. Desconfiai, sobretudo, daqueles que exaltam vosso orgulho porque vos tomam por vossa fraqueza. Eis porque Jesus nos faz dizer na oração dominical: “Senhor! não nos deixeis sucumbir à tentação, mas livrai-nos do mal”.

"475 – Pode-se, por si mesmo, afastar os maus Espíritos e se libertar de sua dominação?
– Pode-se sempre sacudir um jugo, quando se tem vontade firme."

"478 – Há pessoas animadas de boas intenções e que não são menos obsedadas; qual é o melhor meio de se livrar dos Espíritos obsessores?
– Cansar sua paciência, não tomar conhecimento de suas sugestões, mostrar-lhes que perdem seu tempo; então, quando vêem que não têm nada a fazer, eles se vão."

Poderíamos abordar outras questões levantadas por Allan Kardec, mas seria nos alongar no tema. Podemos perceber nas questões e nas respostas oferecidas pelos Espíritos, que nos é possível afastar os Espíritos, de forma voluntária, sem a necessidade de tercerizar uma intervenção, desde que tenhamos disciplina de atitudes e pensamentos, vontade firme em fazer o Bem, e tudo é regido pela sinceridade das nossas intenções.

Pois é a intenção que demonstra o que somos na realidade. Dar coisas, por exemplo, é fácil dissimular nesta boa ação, uma intenção oposta a ação, portanto, a intenção por detrás de todo trabalho no Bem é fundamental para que possamos de fato buscar o equilibrio essencial para o nosso Espírito.

Divaldo Pereira Franco, nos solicita que saibamos educar o nossos pensamentos, que possamos não repelir os maus pensamentos e as más tendências, mas que saíbamos trocar este pensamento ou está ideia por outra melhor, e dar continuidade neste trabalho de mudança de polaridade, e desta forma, poderemos, com o tempo, tornar este processo automático.

Se queremos sair da sintonia de atração de baixa elevação, é necessário que aprendamos a elevar a nossa própria sintonia, desta forma, mesmo que os Espíritos inferiores tentem conexão conosco, não conseguirão.

Vamos abordar mais uma questão levantada por Kardec:

"479 – A prece é um meio eficaz para curar a obsessão?
– A prece é um poderoso socorro em tudo; mas, crede bem, não basta murmurar algumas palavras para obter o que se deseja. Deus assiste aqueles que agem e não aqueles que se limitam a pedir. É necessário, pois, que o obsidiado faça, a seu turno, aquilo que é necessário para destruir, em si mesmo, a causa que atrai os maus Espíritos."

Nesta última questão que iremos abordar neste artigo, reflete muito bem a nossa necessidade de reforçar que é a vontade firme de mudança em todos os aspectos de nossa vida para que possamos desta forma estar em equilíbrio e por nossa influência espiritual, os Espíritos inferiores possam desistir da obsessão.

Lembremo-nos da profunda mensagem de que a cada novo dia é possível realizar um novo recomeço em nossas vida, basta querermos com firmeza no propósito.

Assista também:

Como afastar os maus Espíritos? - Com André Luiz Ruiz

Como Se Libertar De Espíritos Inferiores - Divaldo Franco

 

Veja Também:

Artigos Relacionados

Olá, deixe seu comentário para Como afastar os maus Espíritos?

Enviando Comentário Fechar :/