Espiritismo na Prática

Divulgando o Evangelho de Jesus

Fluido Cósmico e o Cosmos

Fluido Cósmico e o Cosmos

Autor: Jeferson Souza      Publicação: 08/06/2019 20:17      Views: 2216      Comentários: 0 

O que os Espíritos nos revelam da constituição fisiológica dos dois lados da vida no cosmos.

Na primeira obra da doutrina espírita os Espíritos amigos comentaram que tudo surge do fluido cósmico universal, que é a matéria na qual podemos moldar formas e esculpir mundos, galáxias, nebulosas, etc... de certa forma, estamos circundados em um envoltório deste fluido, assim como os peixes em nossos rios e oceanos.

Na obra "Evolução em Dois Mundos", o Espírito André Luiz revela que o fluido cósmico é o plasma que desprende de Deus, que pode ser compreendida como uma energia que brota de Deus e que é disponibilizado para o uso das Inteligências em diversos níveis evolutivos.

“Plasma Divino - O fluido cósmico é o plasma divino, hausto(energia, força) do Criador ou força nervosa do Todo-Sábio.

Nesse elemento primordial, vibram e vivem constelações e sóis, mundos e seres, como peixes no oceano.” – Fluido Cósmico : Evolução em Dois Mundos, pag. 19 André Luiz

As Inteligências mais sutis e sublimes são responsáveis por gerenciar, construir e guiar mundos, sistemas planetários, galáxias, entre outros aglomerados de maior ou menor expressividade. No entanto, estas Inteligências em plano maior da existência moldam as habitações cósmicas com características específicas para que Espíritos de menor envergadura possam habitá-las, formando sociedades para evoluírem como uma comunidade planetária para no futuro complementarem a família cósmica.

Esses mundos podem possuir diversos aspectos físicos, biológicos e químicos, que com o passar do tempo aprimoram-se e evoluem em comunhão com seus habitantes, pois os fluidos cósmicos que foram empregados nas estruturações físicas e espirituais são como criaturas domesticadas para corresponder as expectativas do plano evolutivo traçado pelos Cristos e seus respectivos ministros.

“Essas Inteligências gloriosas tomam o plasma divino e convertem-no em habitações cósmicas, de múltiplas expressões, radiantes ou obscuras, gaseificadas ou sólidas, obedecendo a leis predeterminadas, quais moradias que perduram por milênios e milênios, mas que se desgastam e se transformam por fim, uma vez que o Espírito criado pode formar ou cocriar, mas só Deus é o Criador de toda a eternidade." – Fluido Cósmico : Evolução em Dois Mundos, pag. 19 e 20 André Luiz

Uma vez que, constituídos os mundos e seus habitantes em plena evolução em forma de sociedade, surgem recursos apropriados a estes ambientes planetários, advindo do espaço cósmico, que interferem diretamente sobre estes mundos e quem os habita.

Pois, as organizações planetárias são regidas por sistemas e forças Inteligentes que obedecem as Leis Universais de Deus, e que formam grupos de sociedades que caminham juntas, como continentes do espaço. Estas regiões percorrem juntos circundando centros gravitacionais formada pela atração eletromagnética, e assim, os mundos com seus habitantes, navegando juntos dentro deste vasto continente pelo espaço cósmico.

Regiões cada vez maiores, interagem e interferem energeticamente entre si, envolvendo regiões cada mais vastas, e assim ascendendo até o infinito, ou seja, os planetas reagem em órbitas circundantes, que no caso, são estrelas, formando os sistemas planetários, e estes por sua vez, unem-se a outros para circundarem outros corpos ainda mais potentes, e assim por diante. Nos aprofundaremos em artigos futuros sobre essa interação.

“Impérios estelares - Devido à atuação desses arquitetos maiores, surgem nas galáxias as organizações estelares como vastos continentes do Universo em evolução e as nebulosas intragaláticas como imensos domínios do Universo, encerrando a evolução em estado potencial, todas gravitando ao redor de pontos atrativos, com admirável uniformidade coordenadora. " – Fluido Cósmico : Evolução em Dois Mundos, pag. 20 André Luiz

A medida em que os sistemas, galáxias e nebulosas, entre outras estruturas mais complexas e desconhecidas até então de nossa ciência, são compostas por inúmeras forças que traz ordem e o equilíbrio para o movimento de todas as coisas. A força centrífuga, por exemplo, expande estas organizações afastando-se, de forma equilibrada, através do movimento calculado por Inteligências que as coordena.

“Cada galáxia quanto cada constelação guardam no cerne a força centrífuga própria, controlando  força gravítica, com determinado teor energético, apropriado a certos fins. " – Fluido Cósmico : Evolução em Dois Mundos, pag. 20 André Luiz

A medida em que avançamos o nosso estudo sobre o cosmos, entenderemos que o equilíbrio e a harmonia de movimentos mantêm-se continuamente influenciando os astros, corpos celestes e seres viventes, interagindo, mais ou menos, com à semelhança de estruturas atômicas que possuem compostos primordiais que são organizados por forças cósmicas e planetárias que coordenam com perfeição o equilíbrio e a harmonização destas para a formação da sociedade dos átomos.

“A Engenharia celeste equilibra rotação e massa, harmonizando energia e movimento, e mantêm-se, desse modo, na vastidão sideral, magnificentes florestas de estrelas, cada qual transportando consigo os planetas constituídos e em formação, que se lhes vinculam magneticamente ao fulcro central, como os elétrons se conjugam ao núcleo atômico, em trajetos perfeitamente ordenada na órbita que se lhes assinala de início." – Fluido Cósmico : Evolução em Dois Mundos, pag. 20 André Luiz

Compreendemos, então, que o Universo é formado por complexas Forças e Leis que interagem-se entre si com a supervisão de Inteligências e que fornecem aos átomos, seres vivos, mundos, sistemas planetários, galáxias, entre outras estruturas mais poderosas as interações e influenciações necessárias para suas existências que servem de escolas evolutivas para os Espíritos em progresso.

Veja Também:

Artigos Relacionados

Olá, deixe seu comentário para Fluido Cósmico e o Cosmos

Enviando Comentário Fechar :/