Espiritismo na Prática

Divulgando o Evangelho de Jesus

Evolução dos Espíritos

Evolução dos Espíritos

Autor: Jeferson Souza      Publicação: 10/08/2019 19:25      Views: 2345      Comentários: 0 

Como é dada o progresso dos Espíritos e quais são as escalas de progresso que todos devemos caminhar?

Este artigo é baseado na obra básica do Espiritismo: "O Livro dos Espíritos", no estudo da escala espírita das questões 100 à 113.

Allan Kardec em sua obra primeira classificou uma escala espírita com a finalidade de nos trazer breve conhecimento sobre a evolução dos Espíritos através de suas vivências e experiências com diversas comunicações de Espíritos de todas as ordens, e para a categorização dos Espíritos, o codificador se utilizou dos seguintes critérios:

- O seu grau de adiantamento: Kardec analise o grau de adiantamento moral e intelectual do Espírito, que são as duas bases necessárias para o progresso do Espírito até a sua condição de purificação.

- Qualidades adquiridas: Nesta questão, Kardec procurou analisar as características morais e intelectuais que se manifestavam nos Espíritos, como, por exemplo: suas virtudes e defeitos.

- Imperfeições que ainda despojam: Analisa-se o nível de inferioridade dos Espíritos de ordem inferiores, e quais são as suas principais paixões.

Sobre tudo, a escala espírita não é absoluta, porém, tem por finalidade de estudo e conhecimento, que mesmo não sendo a mais adequada para categorizar todas as características dos Espíritos, pois, Allan Kardec deixa claro que poderia ser apreciadas outras formas ou definições e categorização dos Espíritos, conforme o ponto de vista de cada Espírito.

"Esta classificação, de resto, nada tem de absoluta; cada categoria não apresenta um caráter nítido senão no seu conjunto... Pode-se, pois, formar maior ou menor número de classes, segundo o ponto de vista sobre o qual se considera a questão..." - Questão 100

"Pode-se, pois, formar maior ou menor número de classes, segundo o ponto de vista sobre o qual se considera a questão. Ocorre o mesmo que em todos os sistemas de classificações científicas: esses sistemas podem ser mais ou menos completos, mais ou menos racionais, mais ou menos cômodos para a inteligência, mas, quaisquer que sejam, não mudam em nada as bases da Ciência." - Questão 100

Com o auxílio dos Espíritos superiores, Kardec estipulou três grande divisões que são chamados, na obra citada, de "Ordens": Ordem dos Espíritos Imperfeitos, Ordem dos Bons Espíritos e Ordem dos Espíritos Puros.

Desta forma, subdividiu-se dentro de cada ordem, classes de Espíritos que são categorizados, como já o dissemos, devidamente por suas características morais e intelectuais e que no qual podemos identificar durante uma comunicação espiritual.

Ordem dos Espíritos Imperfeitos: São Espíritos cujo as suas características são de propensão ao mal, existências para o orgulho e egoísmo, prevalecendo na ignorância do conhecimento sobre as coisas de Deus, mesmo sabendo da existência do Criador.

Seu conhecimento sobre o mundo dos Espíritos e sobre todas as leis do Universo são limitadas. Nem todos são maus, mas não são dedicados ao Bem, logo denotam sua inferioridade nas escolhas que tomam em suas ações e pensamentos. Há aqueles Espíritos que apreciam a maldade e a malícia e se comprazem com sentimentos inferiores e baixos.

Fazem parte desta ordem os Espíritos imperfeitos as seguintes classes de Espíritos:

10ª Classe - Espíritos Impuros: São inclinados ao mal e fazem dele objetos de suas preocupações.

"Como Espíritos, dão conselhos desleais, fomentam a discórdia, a desconfiança e se mascaram de todas  as formas para melhor enganar. Ligam-se aos homens de caráter bastante fraco para cederem às suas sugestões, a fim de prejudicá-los, satisfeitos em poderem retardar o seu progresso e fazê-los sucumbir nas provas por que passam.

Podem ser reconhecidos, em suas manifestações, pela sua linguagem: a trivialidade e a grosseria das expressões, nos Espíritos como nos homens, é sempre um indício de inferioridade moral, senão intelectual. Suas comunicações revelam a baixeza de suas inclinações e, se tentam enganar falando de maneira sensata, não podem sustentar por muito tempo seu papel e acabam sempre por revelar a sua origem." - Questão 102

9ª Classe - Espíritos Levianos: São Espíritos que possuem as características de leviandade, zombarias, malícias e são inconsequentes.

"Envolvem-se em tudo, respondem a tudo, sem se preocuparem com a verdade. Comprazem-se em causar pequenos desgostos e pequenas alegrias, atormentando, induzindo maliciosamente ao erro por meio de mistificações e travessuras.

Nas suas comunicações com os homens, a sua linguagem é algumas vezes espiritual e engraçada, mas, quase sempre, sem conteúdo. Compreendem os defeitos e o ridículo humanos, exprimindo-os em tiradas mordazes e satíricas. Se usam nomes supostos, é mais por malícia do que por maldade. " - Questão 103

8ª Classe - Espíritos Pseudossábios: São Espíritos que possuem algum conhecimento sobre as coisas divinas, porém, acreditam que são conhecedores absolutos de "verdades", que na realidade são "verdades" que estão limitadas ao seu grau de evolução.

"Tendo, algumas vezes, progredido em diversos pontos de vista, sua linguagem tem um caráter sério que pode iludir sobre as suas capacidades e a sua iluminação interior. Em geral, porém, isso não passa de um reflexo dos preconceitos e ideias sistemáticas da vida terrena. É uma mistura de algumas verdades ao lado dos erros mais absurdos, nos quais se percebe a presunção, o orgulho, a inveja e a obstinação das quais não puderam se despir." - Questão 104

7ª Classe - Espíritos Neutros: São Espíritos que não são nem Bom em sua totalidade e nem maus, porém, se moldam ao Bem ou ao mau conforme suas necessidades e interesses. A grande maioria da humanidade encarnada atualmente se encontra nesta classe.

"Inclinando-se tanto para um como para outro, e não se elevam acima da condição vulgar da Humanidade, tanto pelo moral como pela inteligência. Apegam-se às coisas deste mundo, cujas alegrias grosseiras não têm mais. " - Questão 105

6ª Classe - Espíritos Batedores e Perturbadores: São Espíritos que são relacionados a uma classe a parte, pois podem pertencer a qualquer uma das classes anteriores e se manifestam com estas características.

"Manifestam, frequentemente, sua presença por meio de efeitos sensíveis e físicos, tais como pancadas, o movimento e o deslocamento anormal dos corpos sólidos, a agitação do ar, etc. Parecem ser, mais que os outros, agarrados à matéria... Todos os Espíritos podem produzir esses fenômenos, mas os Espíritos levados os deixam, em geral, como atribuições dos Espíritos subalternos, mais aptos às coisas materiais do que às coisas inteligentes. Quando julgam que as manifestações desse gênero são úteis, servem-se desses Espíritos como seus auxiliares. " - Questão 106

Ordem dos Bons Espíritos: São Espíritos que possuem características que preponderam as práticas do Espírito e não são tão agarrados as coisas do mundo físico. Elevam-se na intelectualidade, na sabedoria e no Bem, já os Espíritos mais elevados possuam o Saber referente as coisas do Criador, pois possuem qualidades e valores morais que se destacam dos Espíritos de classes inferiores dentro da mesma ordem dos Bons Espíritos.

Trazem em seus íntimos traços da existência corpórea, já desfrutam da felicidade e são dedicados ao Amor Incondicional que os unem por Bons sentimentos, deixando de lado as más paixões que existem nos Espíritos inferiores.

Suscitam os valores morais e intelectuais nos homens e os auxiliam no desvio de maus pensamentos e ações apaixonadas. 

5ª Classe - Espíritos Benevolentes: São Espíritos que possuem a qualidade principal que é a Bondade.

"Alegram-se em prestar serviço aos homens e protegê-los, mas seu saber é limitado. Seu progresso é mais efetivo no sentido moral do que no sentido intelectual. " - Questão 108

4ª Classe - Espíritos Sábios: São Espíritos que possuem mais conhecimentos intelectuais do que morais, mas são Espíritos elevados.

"Preocupam-se menos com as questões morais que com as questões científicas, para as quais têm mais aptidão. Não consideram a Ciência senão do ponto de vista de sua utilidade, e não a misturam com nenhuma das paixões que são próprias dos Espíritos imperfeitos. " - Questão 109

3ª Classe - Espíritos de Sabedoria: São Espíritos que possuem características e valores morais mais elevadas do que os anteriores.

"Sem possuírem conhecimentos ilimitados, são dotados de uma capacidade intelectual que lhes possibilita um julgamento sadio sobre os homens e as coisas. " - Questão 110

2ª Classe - Espíritos Superiores: São Espíritos que reúnem em seu íntimo a ciência, a sabedoria e a bondade, ou seja, são detentores de todos os valores morais e intelectuais que os Espíritos de classes anteriores já possuem.

"Sua linguagem, que não revela senão benevolência, é constantemente digna, elevada e, frequentemente, sublime. Sua superioridade os torna mais aptos do que os outros para nos darem noções mais justas sobre as coisas do mundo incorpóreo, nos limites do que é permitido aos homens conhecerem. Comunicam-se voluntariamente com aqueles que procuram a verdade de boa fé e que têm a alma desligada dos laços terrenos para compreendê-la. Distanciam- se daqueles que se animam só de curiosidade ou que a influência da matéria afasta da prática do bem.

Quando, por exceção, encarnam sobre a Terra, é para cumprirem missão de progresso, oferecendo-nos o modelo de perfeição a que a Humanidade pode aspirar neste mundo. " - Questão 111

Ordem dos Espíritos Puros: Não sofrem influência da matéria. Superioridade intelectual e moral absoluta em relação aos Espíritos das outras ordens.

1ª Classe - Classe Única: "Percorreram todos os graus da escala e se despojaram de todas as impurezas da matéria. Tendo alcançado a soma de perfeições de que é suscetível a criatura, não têm mais que suportar provas ou expiações. Não estando mais sujeitos à reencarnação em corpos perecíveis, é para eles a vida eterna, que desfrutam no seio de Deus.

Gozam de inalterável felicidade, visto que não estão sujeitos, nem às necessidades, nem às vicissitudes da vida material; mas essa felicidade não é a de uma ociosidade monótona a transcorrer numa contemplação perpétua. São os mensageiros e ministros de Deus, cujas ordens executam para a manutenção da harmonia universal. Comandam a todos os Espíritos que lhe são inferiores, ajudam-nos a se aperfeiçoarem e lhes designam as suas missões. Assistir os homens em suas aflições, concitá-los ao bem ou à expiação das faltas que os mantêm distanciados da felicidade suprema é, para eles, uma doce ocupação. São designados, às vezes, sob o nome de anjos, arcanjos ou serafins.

Os homens podem entrar em comunicação com eles, mas bem presunçoso seria aquele que pretendesse tê-los constantemente às suas ordens. " - Questão 113

Podemos perceber que todos nós já passamos por algumas dessas classes e que iremos alcançar a classe dos Espíritos de primeira ordem. Na medida que avançamos na escala espírita estaremos mais próximos da purificação de nossa alma e assim alcançaremos valores morais e intelectuais cada vez menos limitantes, nos aproximando da Verdade do Criador.

Todos os Espíritos, no princípio, foram criados simples e ignorantes, e todos vão evoluir, degrau por degrau, lembrando que a escala espírita que acabamos de estudar é abordado somente aos dos Espíritos de ordem humana, não foram abordados Espíritos não humanos e nem as de Espíritos Puros, sendo esta última, contida na escala espírita como sendo a classe única de ordem dos Espíritos puros, mas que com o tempo acreditamos que teremos novas revelações.

" Deus criou todos os Espíritos simples e ignorantes, quer dizer, sem ciência." - Questão 115

Portanto, os Espíritos sempre evoluem, nunca ficam para trás eternamente em uma ordem ou classe espírita, pois, somos todos convidados ao progresso espiritual, conforme nos esclarecem os Espíritos:

" 116 – Há Espíritos que permanecerão perpetuamente nas ordens inferiores?

– Não; todos se tornarão perfeitos. Eles mudam de ordem, mas lentamente..."

Quando falamos que todos os Espíritos progridem, estamos falando que essa é uma Lei universal (Ler a partir da questão 776, referente a Lei de Progresso), que Deus criou, para que todos possam chegar a perfeição, portanto, nenhum Espírito pode retroceder na evolução, assim, como você não pode "desaprender" ou "esquecer" como um passe mágica o que você aprendeu na faculdade, na sua vida atual, nas vidas passadas ou nas suas experiências particulares desta vida, podem essas conquistas permanecerem ocultadas ou armazenadas na sua mente, mas ninguém pode retirar de você o seu conhecimento e a sua existência, e assim é como o progresso do Espírito que avança sempre.

" 118 – Podem os Espíritos degenerar?

– Não; à medida que avançam, compreendem o que os distancia da perfeição. Quando o Espírito finda uma prova, fica com o conhecimento que não esquece mais. Pode permanecer estacionário, mas não retrograda."

Por fim, afirmamos que todos os Espíritos estagiam nas fileiras do mal e do Bem, da Bondade e da maldade, e cabe a cada Espírito avançar conforme sua vontade e seu próprio esforço, desta forma, avançamos mais rápidos ou lentamente, tudo depende do nosso querer.

Estude também na obra "O Livro dos Espíritos" as questões 100 a 127.

Se você gostou do nosso artigo, deixe o seu comentário e compartilhe nossas mensagens com seus amigos, é muito bom poder ler o seu comentário e saber que podemos alcançar mais pessoas. Compartilhe o Bem para o seu próximo.

Veja Também:

Artigos Relacionados

Olá, deixe seu comentário para Evolução dos Espíritos

Enviando Comentário Fechar :/